Milhares de Cubanos saem protestando nas ruas em Cuba, seria o início do fim do regime Castrista?

0
22

Uma semana e um dia após a eclosão dos protestos em Cuba, as detenções com violência continuam e há mais de 500 detidos, segundo a organização internacional Prisoners Defenders. Os cubanos estão com medo, mas parecem dispostos a continuar protestando, segundo líderes de organizações de oposição em Miami que mantêm contatos com a ilha. “Há um clima de grande tensão, mas também de grande entusiasmo pelos protestos”, disse o ex-preso político Jorge Luis García Pérez “Antunez” em Miami, que recebeu a notícia de muitas detenções em sua cidade, Placetas, na província de Villa. Claro.

Antunez afirmou que as prisões de famílias estão sendo feitas de forma muito violenta como uma lição para os vizinhos. “Quando vão prender os adversários, temem que haja muitos gritos e pânico”, disse Antunez. “Em lares onde há crianças e idosos, eles são mais cruéis, e as pessoas falam: “Se isso está acontecendo com eles, o que vai acontecer comigo?”.

Antunez disse que entre os ativistas presos estão seu irmão, Loreto Hernández García, um líder da religião iorubá, e sua esposa, Donaida Pérez Paseiro, também sumo sacerdote da mesma religião. O irmão de Donaida, Misael Díaz Paseiro, também está preso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui