Brasileiro proprietário da rede de padarias Padaminas e condenado a pagar quase US$ 1 milhão nos Estados Unidos.

Pedro Coelho proprietário de várias padarias em New York e Connecticut, foi condenado por um tribunal federal a pagar quase US$ 1 milhão em salários atrasados e danos a 74 funcionários por violar as leis trabalhistas dos Estados Unidos.

Foto: Rede Social

Uma investigação feita pela Divisão de Salários e Horas do Departamento do Trabalho descobriu que Pedro Coelho, violou intencionalmente o Fair Labor Standards Act ao não pagar aos padeiros e funcionários do balcão as horas extras, mesmo eles trabalhando mais 40 horas por semana.

Foto: Reprodução

Coelho é dono das conhecidas padarias Padaminas Brazilian Bakery, localizada em Mount Vernon, no Condado de Westchester, e Padaminas NY Bakery, do Condado de Fairfield, e mais duas na região de Danbury.

Foto: Print

As empresas também não conseguiram manter registros adequados das horas de trabalho dos funcionários e das remunerações pagas, segundo a investigação do Departamento do Trabalho.

A decisão judicial, registrada no Tribunal Distrital dos EUA em Connecticut, exige que Coelho e sua empresa paguem US$ 952.433 em salários atrasados e danos aos funcionários.
Os empregadores também devem pagar US$ 41.568 em multas civis ao Departamento de Trabalho.

Foto: Reprodução

“Esta é uma recuperação significativa de salários atrasados e danos para trabalhadores de baixos salários em Connecticut e New York, que foram privados dos salários suados que mereciam e que suas famílias precisam para sobreviver”, disse Donald Epifanio, Diretor Distrital da Divisão de Salários e Horas, Donald Epifano.

“Tais violações são evitáveis se os empregadores dedicarem algum tempo para conhecer e entender suas responsabilidades sob a Lei de Padrões de Trabalho Justo. A Divisão de Salários e Horas está disponível para responder a perguntas e abordar preocupações e não tolerará tentativas de burlar as leis trabalhistas federais”, afirmou.

A ordem proíbe Coelho de violar as leis federais de horas extras e os requisitos de manutenção de registros, e exige que ele coopere com futuras investigações e forneça dados e documentos relevantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *