Ex-deputada Flordelis é sentenciada a 50 anos de prisão

0
38
Foto: Rede Social/Ilustração

Ouvir matéria

A ex-deputada federal, cantora e pastora gospel Flordelis dos Santos Souza e três filhos dela foram considerados na manhã deste domingo, 13 de novembro, responsáveis pelo homicídio do pastor Anderson do Carmo, assassinado com mais de 30 tiros em junho de 2019. O júri da 3ª Vara Criminal de Niterói entendeu que Flordelis planejou contra o marido por dinheiro, disputas, na família e influência.

Foto: Rede Social

Flordelis foi condenada a 50 anos e 28 dias de prisão. Sua condenação se deu por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio duplamente qualificado, além uso de falsa identificação e associação criminosa armada.

Foto: Rede Social/Reprodução

Além da pastora ser réu primária, a sentença considerou “culpabilidade acentuada” dela em “verdadeira e bárbara execução, caracterizou uma demonstração explícita de ódio”.

Na condenação é ressaltado que a ex-parlamentar tinha ciência da ilicitude da conduta e mesmo assim não se estarreceu com o ato do crime, tendo “audácia extremamente reprovável, planejando execução brutal e fria” da vítima.

No texto é citado que o laudo no corpo da vítima, Anderson, verificou 30 perfurações, causadas por disparos concentrados em regiões vitais como crânio, tórax e abdomen, enquanto a vítima estava dormindo, na mesma residência de seus filhos, testemunhando ainda mais a “frieza e menosprezo” de Flordelis pelo o ser humano.

Foto: Rede Social

A juíza de Direito Nearis Carvalho Arce realçou ainda os efeitos do delito, “desastrosas e demasiadamente graves”, como deteriorações psicológicos causados a toda família de Anderson. para os Pais, que perderam um filho. E para os filhos, adotivos e “de criação”, inclusive menores de idade. Além disso, o texto mostra que o crime abalou toda a sociedade, sendo notícia até no exterior, ganhando repercussão internacional. Também sendo um atentado contra o Estado Democrático de Direito.

Foto: Rede Social

Flordelis, assumiu um novo relacionamento após a morte de seu ex marido, ela foi condenada também no ano passado e foi presa no dia 13 de agosto de 2021 até então. Flordelis foi sentenciada pela juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, 2 dias após a ex-parlamentar ter tido o mandato de deputada federal cassado no plenário da Câmara dos Deputados.

Além de Flordelis, também foram julgados quatro familiares da ex-parlamentar, sendo considerados envolvidos, Marzy Teixeira da Silva, filha adotiva de Flordelis, Simone dos Santos Rodrigues, filha biológica de Flordelis, Rayane dos Santos Oliveira, filha de Simone e neta de Flordelis, e André Luiz de Oliveira, filho adotivo de Flordelis.

 

Foto: Reprodução

Simone foi condenada a 31 anos e 4 meses por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa armada e Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico, acusado por ter atirado na vítima, foi condenado a 33 anos e dois meses de prisão por homicídio triplamente qualificado, porte ilegal de arma, uso de documento ilegal e associação criminosa armada. Os demais foram absolvidos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui